quarta-feira, 25 de março de 2015

A voz!

Ouvir a tua voz serena-me o espírito e desabafar as minhas insatisfações contigo é fácil.
Ouvir-te dizer que me tratarias de forma diferente e que gostavas que te desse uma oportunidade.
Perceber que estás disposto a esperar o tempo que eu quiser.
 Mas também que te disponibilizas apenas para me amparar quando eu precisar.

É algo de muito irreal! É algo que eu não consigo conceber que me pode acontecer a mim... porque apesar de tu achares que eu mereço melhor e de, pelo menos em teoria, me quereres dar mais, eu não sei exactamente se mereço assim tanto.

E de repente fiquei sem chão!
Porque não sei o que quero nem o que não quero. porque não consigo definir a minha vida de um momento para o outro ainda por cima sendo tudo tão indefinido à partida.
Gostava que sussurrasses o meu nome todos os dias mas estás demasiado longe para que tal venha a acontecer.
Se estivesses perto tudo seria mais fácil.
Se estivesses perto dar-te-ia oportunidade de me demonstrares aquilo que me dizes.

Assim, só fico confusa!

2 comentários: